Agência

10 MOTIVOS PARA TER UMA LOJA VIRTUAL

10 MOTIVOS PARA TER UMA LOJA VIRTUAL


Os proprietários de pequenas empresas estão enfrentando uma nova verdade – o mundo mudou para o virtual. Atualmente, os consumidores não estão mais limitados a ficar sentados em computadores de mesa para pesquisar ou enviar e-mails.

Todos notamos isso em público, o nariz das pessoas está sempre em suas telas. Claramente, existe um padrão, que fala de um aumento exponencial nas vendas online nos próximos anos. Então, como isso afeta você? Abaixo, descrevemos os 10 principais motivos pelos quais um site de comércio eletrônico pode aumentar instantaneamente seus negócios e a receita.

1. LOJA ABERTA 24 HORAS
Ao contrário de uma loja de varejo tradicional, uma loja virtual fica aberta todos os dias, toda a hora. Enquanto muitos comércios não abrem aos domingos, por exemplo, um e-commerce fica trabalha sábado, domingo e feriado.

Isso é uma vantagem pois, muitas vezes a pessoa deseja adquirir um produto e não tem tempo para bater perna na rua procurando o que deseja. A praticidade de comprar dentro de casa é um grande aliado nesse caso.

2. VENDAS SEM LIMITES
Como uma loja virtual não possui limitação física, o céu é o limite. Uma loja física consegue atender uma demanda grande sem precisar de vários funcionários para atendê-los. Além disso, com uma boa estratégia de comunicação é possível conseguir grandes volumes de venda, sem precisar investir muito em publicidade paga e estrutura.

3. COMODIDADE PARA OS CLIENTES
Como foi dito no primeiro tópico, além de ser 24 horas, uma loja virtual dispõe de muita comodidade para o comprador. Ele pode comprar o produto de seu estabelecimento estando em qualquer lugar do país ou do mundo — e de pijamas se ele quiser!

4. ACOMPANHAMENTO DE VENDAS
Ao contrário de uma loja física, em um e-commerce é possível levantar dados e montar relatórios de forma mais acessível. Com alguns cliques, o lojista pode saber quantas pessoas visitaram seu site, quais produtos foram os mais vendidos, por quais produtos os clientes mais visitaram e não compraram, etc.

Esse e outros tipos de dados são fundamentais para um empreendedor montar uma estratégia de vendas que atraia mais compradores para seu estabelecimento.

5. MÚLTIPLOS ESTOQUES
Dependendo da plataforma que o empreendedor escolher utilizar, é possível ter um estoque físico e/ou então trabalhar com estoque de fornecedores. Utilizando o método de drop shipping, por exemplo, o revendedor não precisa ter um estoque. Ele apresenta os produtos em seu site, porém, ao efetuar a compra, quem prepara o embalo e realiza a entrega é o próprio fornecedor do produto.

6. FLEXIBILIDADE PROMOCIONAL
Com uma loja virtual é possível planejar o processo de compra já prevendo o processo de promoção. Existem diversas opções de promoções que podem diferenciar o serviço diante da concorrência. Um frete grátis ou um cupom de desconto geralmente costumam ser atrativos para os clientes. Além disso, existem diversas ferramentas disponíveis para criar a sua forma de oferecer seus produtos, como links patrocinados, e-mail marketing, etc…

7. IGUALDADE DE OPORTUNIDADE
Todas as lojas virtuais estão “a um clique de distância”. Se utilizar isso a favor e montar uma boa estratégia de vendas, é possível concorrer com os grandes players do mercado.

8. CUSTO BAIXO
Hoje em dia é possível abrir uma loja virtual completa — com todas as funcionalidades necessárias para atender bem um cliente — com uma mensalidade competitiva. Para quem está começando, se formos comparar o comércio eletrônico com o tradicional, o valor para ter uma loja virtual aberta é muito mais baixo e acessível que o de uma loja física.

9. FLEXIBILIDADE DE HORÁRIO
A loja trabalha para você 24 horas, mas você pode deixar seus horários mais flexíveis. Conforme você verificar qual são os horários com maior fluxo de clientes em sua loja virtual, é possível montar um horário de atendimento mais alternativo — como das 14h às 22h, por exemplo — desde que você deixe bem claro em seu site o horário de atendimento.

10. CRESCIMENTO DAS VENDAS ONLINE
O crescimento no mercado do e-commerce cresce, ano a ano, com taxas em torno de dois dígitos. É previsto que para este ano o comércio eletrônico fature cerca de R$ 35 bilhões (um crescimento nominal de 21% em comparação com o ano anterior). De acordo com o E-bit o Brasil possui cerca de 63 milhões de consumidores, que consomem um ticket médio de R$ 333,40.

Author

admin

Comment (1)

  1. A WordPress Commenter
    abril 25, 2020 Responder

    Hi, this is a comment.
    To get started with moderating, editing, and deleting comments, please visit the Comments screen in the dashboard.
    Commenter avatars come from Gravatar.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *